Botas Salto Agulha

Botas Salto Agulha

sexta-feira

Humanização em T&D

A importância da preparação profissional e psicológica entremeados pelos aspectos experiências ligados ao Treinamento e Desenvolvimento trazendo Proposições de Condições Básicas para maior Humanização dos Processos de Treinamento. Assim como, indica a necessidade do aprimoramento de metodologias relacionadas ao enfrentamento de riscos causados pela desconsideração às questões relativas à saúde mental dos aprendizes e dos instrutores levando em consideração a subjetividade inerente a cada indivíduo. É percebido nas organizações atualmente que há um investimento cada vez maior no capital humano vinculado à qualidade dos recursos de capacitação e à produção.

Através segurança, saúde, interação com as pessoas e do desenvolvimento de competências das faculdades subjetivas dos empregados que vai depender a produtividade, a qualidade do serviço oferecido e o custo das empresas. O desenvolvimento profissional não deve ater-se apenas no preparo intelectual e técnico ou ao desenvolvimento de ferramentas e tecnologias, mas também as emoções que dão valor ao significado do trabalho e ao relacionamento interpessoal. O não reconhecimento destes fatores pode induzir ao desestímulo e desinteresse pelo exercício profissional, além de causar sofrimento psíquico. A ênfase às operações humanas deve ser situada no mesmo plano da integridade dos equipamentos e da qualificação dos líderes gerenciais.

É possível constatar que quando o empregado não se sente considerado enquanto pessoa em seu ambiente de trabalho aumenta o não comprometimento e o não envolvimento do mesmo. Quando isso acontece há uma série de problemas, como os de acidentes de trabalho com conseqüências para o patrimônio das empresas. A natureza do trabalho a ser exercido e o grau de risco nele inerente ambos estão ligados às habilidades particulares como prontidão para iniciativa_ principalmente entre profissionais que trabalham com situações de alta periculosidade, raciocínio rápido para o uso de alternativas na solução de problemas, concentração para o domínio da situação e criatividade. Estas habilidades não são desenvolvidas pela imposição de normas e procedimentos, podendo causar o impedimento de suas explicitações quanto mais rígidas forem os treinamentos porque despertaram medo e defesas que os indivíduos estruturam internamente para enfrentar as tarefas e resolver conflitos.

Perceber e responder de forma assertiva às condições ambientais depende de um processo dinâmico impregnado de interações objetivas e subjetivas, conscientes e inconscientes, que devem estar voltadas para o novo. O sujeito deve manipular o meio estressante modulando seu efeito através do domínio do ambiente sem se sentir indefeso. Sendo capaz de gerenciar situações, independente do tipo do agente estressor, para ter condições de atuar através de novas estratégias de enfrentamento. Aumentar o estresse reduz a capacidade de tomada de decisão, de selecionar informações necessárias e transmiti-las e a percepção de perigo.

Os padrões hierárquicos, normas e procedimentos, tipos de controle, seleção, treinamento e avaliações de desempenho caracterizam as organizações estruturando a identidade da Cultura Organizacional que é repassada pelas empresas sobre si mesmas para seus membros. A dinâmica dos processos de aprendizagem deve ser considerada como base para o bom funcionamento destes processos tratando da qualificação de seus líderes e instrutores diretos, os quais também são tomados de angústias e dilemas nas relações interpessoais e ao tomar decisões que afetam a vida dos outros. Não se deve acreditar que muitas informações passadas durante os Processos de Treinamento e Desenvolvimento levam a um melhor desempenho dos colaboradores, nem mesmo incentivar conflitos relacionados ao poder, a submissão e a necessidade de dominação que anulam as potencialidades humanas.

Ao propor Condições Básicas para maior Humanização dos Processos de Treinamento se faz necessário mesclar a objetividade das normas e procedimentos e os aspectos psicológicos da individualidade para que haja um desenvolvimento pessoal e organizacional no mercado atual em constante transformação e que apresenta uma gama de ferramentas para a comunicação, assim como, os diversos estudos e teorias sobre os processos de aprendizagem.


Crica Fonseca

quinta-feira

" se você esperar, quando agir, seus fatos estarão obsoletos,
porque nada ficou parado. [...] Em algum momento você vai ter que
dar um salto de fé. Em primeiro lugar, porque mesmo a
decisão certa é errada, se tomada tarde demais. E, em segundo,
porque com relação à maioria das coisas,
a certeza é algo que não existe".


(Lee Iacocca)

Declaração feita por U. That (Secretário-Geral das Nações Unidas nos anos 70):

Espiritualidade é um estado de conexão com a vida. É uma experiência de ser, pertencer e cuidar. É sensibilidade e compaixão, alegria e esperança. É a harmonia entre a vida interior mais profunda e a vida exterior. É a compreensão suprema da vida no tempo e no espaço, a sintonia do ser interior com os grandes mistérios e segredos que existem ao nosso redor. É a crença na bondade da vida e na potencialidade de cada pessoa humana, para contribuir com ela com bondade. É a crença na vida como parte do eterno fluxo do tempo, em que cada um de nós veio de algum lugar e está destinado para algum lugar. Sem tal crença, não pode haver prece, meditação, paz e felicidade.

terça-feira

As Razões do Amor

Os místicos e os apaixonados concordam em que o amor não tem razões...

Ele é como a rosa: " A rosa não tem 'porquês', Ela floresce porque floresce".

As sem razões do amor.

Não é que faltem razões ao coração, mas que suas razões estão escritas numa língua que desconhecemos....

A verdade essencial é o desconhecido que me habita e a cada amanhecer me dá um soco.

O amor será isto: um soco que o desconhecido me dá?

Ao apaixonado o decifrar desta língua está proibida, pois se ele a entende, o amor se irá.

Foi assim que o paraíso se perdeu: quando o amor, não contente coma sua felicidade, se deixou morder pelo desejo de saber. O amor não sabia que a sua felicidade só pode existir na ignorância de suas razões...

Quero decifrar sua língua. Procuro as cem razões para o amor...

Imaginem se um apaixonado fizesse essa pergunta a sua amada: "Que é que eu amo quando te amo?" Seria, talvez, o fim de uma história de amor. Pois esta pergunta revela o segredo que nenhum amante pode suportar: que ao amar a amada o amante está amando uma outra coisa que não é ela. ...

O que amamos é sempre um símbolo. Daí a impossibilidade de fixar o seu amor em qualquer coisa sobre a terra.

Variações sobre a impossível pergunta: Te amo, sim, mas não é bem a ti que eu amo. Amo uma outra coisa, que não conheço, mas que me parece ver aflorar no teu rosto. Eu te amo porque no teu corpo um outro objeto se revela.

te abraço para abraçar o que me foge. Ao te possuir alegro-me na ilusão de te possuir...

Mas, por ser graça _ que desceu sobre ti, sem razões, da mesma forma como desceu pode de novo partir. Se isto acontecer deixarei de te amar. E minha busca recomeçará de novo...

Esta é a dor que nenhum apaixonado suporta. A paixão se reduza a saber que o rosto da pessoa amada (presente) apenas sugere o obscuro objeto do desejo (ausente). A pessoa amada é metáfora de uma outra coisa...

"O amor começa no momento em que uma mulher se inscreve com uma palavra em nossa memória poética."

Temos agora a chave para compreender as razões do amor:

o amor nasce, vive e morre pelo poder _ delicado _ da imagem poética que o amante pensou ver no rosto da amada...


Ruben Alvez

Incêndio na Austrália

Exemplo de Cooperação pela VIDA. Adorei!
Crica Fonseca


Quem é o Líder?

Afinal, liderança é um processo de relação interpessoal, onde o líder é a pessoa que busca o desempenho máximo dele e de todos os que estejam envolvidos em qualquer processo, seja ele produtivo ou educativo. Para se conseguir êxito naquilo que se é propostos a fazer, deve-se ter uma visão abrangente do conjunto, da equipe e da instituição. Além disto, trabalhar dentro das metas formais da instituição, conseguindo assim o objetivo fim do trabalho. Ter metas e convicções pessoais alinhadas aos da organização é o que faz impulsionar a direção do trabalho. Esta visão diretiva, não impositiva ou autoritária, faz do líder alguém capaz de obter o máximo das qualidades de cada um, focando sempre nos pontos fortes, e melhorando gradualmente os pontos fracos. Assim, o líder garante o sucesso e o respeito dos seus colegas e subordinados, esteja ele representando a instituição como gestores em processos de gerência ou instrutores em processos educacionais durante o Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. Estar focado, ter ambição, sem perder a humildade e o respeito às pessoas, também faz parte do processo de liderança. O líder não precisa aparecer pessoalmente para se sentir realizado, uma vez que as conquistas da equipe e da empresa lhe bastam como satisfação. Sua auto-confiança é suficiente para saber qual é a importância da sua participação no processo. Esta valorização e a busca constante da excelência fazem crescer e desenvolver o líder e toda a equipe, proporcionando um ambiente de trabalho saudável, onde os egos sejam menores do que a satisfação pela evolução de todos. Seguindo esta linha, as conquistas e as metas atingidas são apenas as resultadas de um processo focado, disciplinado e trabalhoso, mas que proporciona a sensação de prazer e satisfação pelo dever cumprido, e uma grande disposição para continuar os desafios propostos e inesperados que cercam a produtividade a todo instante.

Crica Fonseca

sábado


Brasília / DF - Lago Paranoá

Conversando sobre a Fé

Quais são as características dos grupos em que você está inserido: trabalho, família e amigos?
Pense em um destes grupos e reconheça os aspectos organizacionais que identificam este grupo.

Aspectos Organizacionais

Clima Organizacional e Cultura Organizacional

Biografia Ambiente
Filosofia Sentimentos

Caráter Motivação
Missão Liderança
Visão Linguagem

Visão = Pensar
Valores = Sentir
Missão = Querer

O reconhecimento da existência de um mundo invisível é a visão sistêmica da percepção do mundo ao nosso redor. O mundo material e seus sistemas vivos são como totalidades inseridas em outras totalidades. Cada sistema tem seu nível de complexabilidade, identidade e autonomia, porém está envolvido em um sistema mais complexo, com um sutil equilíbrio dinâmico entre a sua autonomia e a sua dependência de um sistema maior. Outros exemplos: O Sistema Solar, o Funcionamento Celular, as Redes de Telecomunicações, as políticas de governo e etc.
O plano concreto de nosso mundo está permeado por um mundo sutil, invisível e subjetivo; onde os aspectos sutis de nossas individualidades e da coletividade se entrelaçam continuamente em uma teia de relações entre emoções, sentimentos, energias e pensamentos. Perceber o todo não se limita ao plano material. Perceber o todo não se limita ao plano material.

Objetivo Subjetivo
Visível Invisível
Concreto Sutil
Luz Sombra
Forças Fraquezas

Isso nós trás a consciência da responsabilidade pelo todos, porque estamos o tempo todo influenciando a nós mesmos, as pessoas com quem nos relacionamos e o ambiente onde vivemos. Para que haja harmonia é preciso sincronicidade.

A medida em que as coisas acontecem na vida de um individuo as experiencias que ocorrem elas são codificadas e simbolizadas positiva ou negativamente, ou são ignoradas e ou são negadas.

Reflexão:
1) O que eu estou fazendo aqui hoje?
2) Em que eu acredito?
3) O quanto em me conheço?
4) Como eu percebo o mundo espiritual?
5) No que eu deposito fé?
6) Como eu compreendo o sentido ou significado da fé Cristã?
7) Como definir o que é fé?

“ A Fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem. Pois pela fé os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir.” (Hb 11, 1 - Bíblia das Mulheres; Edição Especial)

“A Fé é um modo de já possuir aquilo que se espera, é um meio de conhecer realidades que não se vêem. Foi por causa da fé que os antigos foram aprovados por Deus.” (Hb 11, 1 - Bíblia Sagrada; Edição Pastoral)

“Atitude fundamental do homem em relação a Deus. É atitude inclusiva: implica fidelidade e lealdade de Deus e exige entrega confiante por parte do homem. Basei-se na palavra de Deus que anuncia e promete, esta palavra pode estar garantida por um sinal ou por ações prévias de Deus”. Definição do glossário da Bíblia do Peregrino; Edição de Estudo)

Exemplos de fé extraídos do Antigo Testamento podem ser lidos em Hb 11, 4 - 37 (Bíblia das Mulheres; Edição Especial)

Através das coisas que nos contam a fé se torna inteligível e baseada em conteúdos específicos que podem identificar uma crença comum. Então pode ser considerada como o relacionamento entre os crêem como:

Valores Culturais
Doutrinas
Prática

* O que te contaram sobre os principais princípios da fé? O que faz a pessoa que tem fé? No que ela se diferencia?

A fé é a relação entre Deus e cada indivíduo, geralmente está relacionada a coragem para confiar e se entregar a Deus, porque é acreditar naquilo que não se poder ver, tocar, ouvir ou experimentar. Quando acreditamos apenas no que vemos nos tornamos limitados, isso é ruim porque o homem é capaz de compreender e perceber o mundo além do plano material. Muitas vezes aquilo que não se vê é muito mais importante. Dogmas rígidos podem engessar a possibilidade ilimitada da dinâmica do ser humano, apenas submetendo-o a regulamentos e ao obedecimento de regras. Muitas vezes é preciso se opor ao que é conhecido e confiar naquilo que não se pode ser visto.

Para Maria, Deus estava acima da consciência. Aceitou ter um filho em uma situação humanamente impossível. Disse: “Que se cumpra em mim a tua palavra!”.

* Você consegue me contar algum fenômeno onde não há explicação ainda aquilo que a ciência prega?

A fé é muitas vezes um ato de coragem. Jesus disse: “Coragem! Não tenham medo. […] Mas Pedro ficou com medo e começou a afundar, e gritou: Senhor, salva-me! Jesus estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: Homem fraco na fé, por que duvidou?” (Mt 14, 22-32)

* Será que devemos acreditar naquilo que não faz sentindo ou não tem fundamento? Não, é importante ter fundamentos. Deus pede para desenvolvermos fé com fundamentos. “Conheceis a verdade e a verdade vos libertará”, disse Jesus.

As crenças e valores devem se manter constantes, mas eles não devem ser rígidos e fixos para não se perder o espaço da fé. O que destrói a relação entre fé e dogma é a manipulação daquilo que se crê para que seja favorável a uma ou outra determinada cultura.

Certa vez, Jesus se dirigiu a uma mulher que era considerada pela sua cultura como impura por ser grega, mas que segundo Ele, ela possuía fé no coração. De acordo com as Leis Judaicas Jesus não poderia se aproximar dela, mas ela tinha fé apesar da condenação judaica e sua filha foi curada por isso. (Mc 7, 24-30)

“Alguns rejeitam a boa consciência e acabam naufragando na fé” (Tm 1, 19). Não devemos nos ocupar com fábulas e genealogias sem fim, estas favorecem mais discussões do que o projeto de Deus que se realiza na fé. A finalidade desta é a ordem que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé sem hipocrisia. (Tm 1, 4-7)

Jesus praticou curas de acordo com a fé de seus seguidores. Aqueles que verdadeiramente tinham fé alcançavam o merecimento dos seus milagres. Há através da fé a oportunidade de nos regenerarmos de acordo com o nosso entendimento e nossas ações.

A importância da Intensidade ou do tamanho da fé varia. Os próprios discípulos não conseguiam expulsar os demônios. Jesus dizia que isso acontecia porque a fé deles não era bastante. “ Se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda podem dizer a montanha que se vá daqui para lá e ela irá. E nada será impossível para vocês. (Mt 17, 20)

A fé precisa de obras. A fé se manifesta em atos concretos. “A fé sem obras é uma fé morta” (Tg 2, 14-26). A fé um princípio de ação que motiva as atividades diárias de uma pessoa.

Os rituais são importantes porque possuem a capacidade de funcionarem como ferramentas de auto-regulação. Exemplos: A repetição de comportamentos e gestos, compreender o simbolismo significativo, cantar, rezar ou orar, cantar, ler a bíblia, ouvir os evangelizadores, ir a missa, invocar a Deus entre duas ou mais pessoas, praticar a caridade e etc. Isso tudo nos aproxima e fortalece o nosso ser através da motivação e harmonização exercitando a nossa fé.

É preciso persistência para ser alcançada a recompensa, perseverança na constante luta e constante renovação. “Não abandoneis portanto a confiança, ela tem grande recompensa” (Hb 36). A fé precisa ser sempre retroalimentada, precisa ter a energia constante da iluminação, ser sempre abastecida para dar continuidade ao longo do caminhar. A jornada diária de conhecer a Deus prepara o peregrino para estar com ele e o fortalece. Da fé tira-se forças para resistir os dias ruins e os desafios da vida.

“Senhor me ajuda, a cada dia basta o Seu cuidado.” (Padre Marcelo Rossi)
.
Crica Fonseca

Ta Yu



I Ching tirado para Crica em 03/09/2010

I Ching Hexagram:
14

Name: Ta Yu.

Keyphrase: Abundance.

Formed By The Trigrams: Fire over Heaven.

General: Those who understand the responsibility that comes with wealth are the ones best fitted to maintain it.

Love: Enjoy the current harmonious period but do not allow yourself to become complacent.

Business: Opportunities for business success will be there if you look for them. Do not allow yourself to become greedy though.

Personal: Take the time to enjoy mental clarity but make sure to watch for any feelings of pride or arrogance and eliminate them if necessary.

Overview: Ta Yu relates to a time of abundance when all is going well. Although an auspicious time it carries a warning not to allow yourself to become arrogant or greedy. All obstacles in all aspects of life will have disappeared and life should be enjoyed. Do not make the mistake of becoming complacent and believing this period will last forever. It won't. Nothing does. Examine the harmonious circumstances that gave rise to your current success and do your best to preserve them. This way you will be able to maintain success as long as possible. Generosity and humility are essentials to this process.


Grandes Posses - Força e Clareza

"Bem aventurados os mansos, pois deles é o Reino dos Céus."

O homem superior reprime o mal e promove o bem. Obediente à benevolente

vontade do Céu.

Abençoar significa ajudar. O Céu ajuda o homem de devoção; os homens

ajudam a quem é sincero.

Aquele que caminha na verdade e pensa com devoção, homens dignos,

é abençoado no Céu. Ele encontra a boa fortuna e

tudo lhe é favorável."

(Livro do Iching)


The fire in heaven above shines far, and all things stand out in the light and
become manifest. The weak fifth line occupies the place of honor and all the
strong lines are in accord with it.
All things come to the man who is modest and kind in a high position.


THE JUDGMENT


POSSESSION IN GREAT MEASURE.
Supreme success.

The two trigrams indicate that strength and clarity unite. Possessions great
measure is determined by fate and accords with the time. How is it possible
that the weak line has power to hold the strong lines fast and to possess
them? It is done by virtue of unselfish modesty. The time is favorable—a
time of strength within, clarity and culture without. Power is expressing itself
in graceful and controlled way. This brings supreme success and wealth.


THE IMAGE


Fire in heaven above:
the image of POSSESSION IN GREAT MEASURE.
Thus the superior man curbs evil and furthers good,
And thereby obeys the benevolent will of heaven.

The sun in heaven above, shedding light over everything one earth, is the
image of possession on a grand scale. But a possession of this sort must be
administered properly. The sun brings both evil and good into the light of
day. Man must combat and curb the evil, and must favor and promote the
good. Only in this way does he fulfill the benevolent will of God, who desires
only good and not evil.


THE LINES

Nine in the second place means:
A big wagon for loading.
One may undertake something.
No blame.

Great possession consists not only in the quantity of goods at one's disposal,
but first and foremost, in their mobility and utility, for then they can be used
in undertakings, and we remain free of embarrassment and mistakes. The big
wagon, which will carry a heavy load and in which one can journey farm
means that there are at hand able helpers who give their support t and are
equal to their task. One can load great responsibility upon such persons, and
this is necessary in important undertakings.


Nine at the top means:
He is blessed by heaven.
Good fortune.
Nothing that does not further.

In the fullness of possession and at the height of power, one remains modest
and gives honor to the sage who stands outside the affairs of the world. By
this means one puts oneself under the beneficent influence descending form
heaven, and all goes well. Confucius says of this line:

To bless means to help. Heaven helps the man who is devoted; men help the
man who is true. He who walks in truth and is devoted in his thinking, and
furthermore reveres the worthy, is blessed by heaven. He has good fortune,
and there is nothing that would not further.

deoxy.org/iching/14



FENG


I Ching tirado para Crica em 03/09/2010

I Ching Hexagram:
55

Keyphrase: Abundance.

Formed By The Trigrams: Thunder over Fire.

General: Make sure you provide for the future even though you are at the peak of success.

Love: Enjoy and celebrate the success of your relationship.

Business: Even though you are currently very successful make sure you make plans for the future.

Personal: This is a very successful time for you. Make the most of your success for lasting benefits.

Overview: Feng appears when everything is currently very successful. It is a remind that although it is fine to enjoy this period you should not make the mistake of thinking this period will last forever. Everything is transient. Success, like adversity is just as transient. Enjoy this period of life by all means but make plans to provide for the future when times may not be so beneficial. Celebration is appropriate but guard against making foolish decisions. Major success is all too rare to be taken lightly.

www.psychic-revelation.com/.../hexagram55.html


"Não Fique triste... Seja o Sol ao meio-dia. Ilunine e

alegre tudo o que existe sob o céu. Respeite

os ciclos de vida." (Crica e Déia)


Chên is movement; Li is flame, whose attribute is clarity. Clarity within, 
movement without-this produces greatness and abundance. The hexagram
pictures a period of advanced civilization. However, the fact that
development has reached a peak suggests that this extraordinary condition of
abundance cannot be maintained permanently.


THE JUDGMENT


ABUNDANCE has success.
The king attains abundance.
Be not sad.
Be like the sun at midday.

It is not given to every mortal to bring about a time of outstanding greatness
and abundance. Only a born ruler of men is able to do it, because his will is
directed to what is great. Such a time of abundance is usually brief. Therefore
a sage might well feel sad in view of the decline that must follow. But such
sadness does not befit him. Only a man who is inwardly free of sorrow and
care can lead in a time of abundance. He must be like the sun at midday,
illuminating and gladdening everything under heaven.


THE IMAGE


Both thunder and lightning come:
The image of ABUNDANCE.
Thus the superior man decides lawsuits
And carries out punishments.

This hexagram has a certain connection with Shih Ho, BITING THROUGH
(21), in which thunder and lightning similarly appear together, but in the
reverse order. In BITING THROUGH, laws are laid down; here they are
applied and enforced. Clarity [Li] within makes it possible to investigate the
facts exactly, and shock [Chên] without ensures a strict and precise carrying
out of punishments.

deoxy.org/iching/14

.

Ponte JK - Brasília / DF

quinta-feira

Receita - Farofa de Nozes

Farofa de Nozes - Cozinha Vegan

Ingredientes:

· 2 Xícaras de Nozes Picadas
· 1 Xícara de Grão de Trigo Germinado
· 1 xícara de Uva Passas
· 1 Xícara de Linhaça
· Noz Moscada a Gosto
· Sal


Preparo:
Triture as nozes. Acrescente todos os ingredientes citados: grão de trigo germinado, uva passas, linhaça, sal e noz moscada. Misture bem e sirva. Use como acompanhamento para outros pratos.

Sugestão de Acompanhamento:
Arroz comum ou Arroz Integral. Salada Verde. Legumes e Verduras. Carne de Soja preparadas de diversas formas. Suco de frutas da época.

Receita - Moqueca de Soja

Moqueca de Soja Vegana

Ingredientes:
· 1 Pimentão Vermelho
· 1 Pimentão Amarelo
· 1 Pimentão Verde
· 1 Cebola Grande
· 1 Tomate Grande
· 1 e ½ Copo de Leite de Côco
· ½ Copo de Extrato de Tomate
· Soja em Cubos
· 1 Limão ou 1 Laranja
· Azeite de Oliva
· Alho Socado ou Tempero de Legumes
· Cheiro Verde e/ou Cebolinha a gosto
· Pimenta do Reino a gosto
· Sal

Preparo:
Deixe os cubos de soja em água morna por 15 minutos. Retire a água, corte pedaços menores e descanse a soja no suco de limão ou de laranja até a soja ser colocada na panela. Corte os pimentões, a cebola e o tomate em rodelas grandes. Numa frigideira funda coloque o azeite, alho ou tempero de legumes e a cebola para dourar. Acrescente o tomate e deixe até desmanchar as rodelas. Acrescente o extrato de tomate. Coloque a soja sem o suco na frigideira. Acrescente o cheiro verde e/ou Cebolinha a gosto, sal e pimenta do reino. Deixe ferver por alguns minutos até a mistura parecer homogenia. Coloque os pimentões sobrepostos na seguinte ordem: vermelhos, amarelos e verdes. Tampe a panela por mais cinco minutos. Desligue o fogo e acrescente o leite de côco misturando levemente para ser servido como quiser.

Sugestão de Acompanhamento:
Arroz comum ou Arroz Integral. Suco de frutas da época ou Vinho Branco.

Filme


Filme:
Memórias de uma Gueixa



Eu recomendo!

.
Crica Fonseca


No século V a.c, o Rei escolheu a chinesa Hsi Shi entre todas as mulheres do seu reino para seduzir e destruir o seu rival Fu Chai, rei de Wu; com este objetivo, ele mandou que instruíssem a jovem mulher nas artes da sudução. [...] Quando finalmente ela foi liberada para atacar FuChai, ele caiu de imadiato sobre seus encantos. [...] Ficou tão apaixonado que não conseguiu mais manter seu reino unido, permitindo que Kou Chien marchasse sobre ele e o conquistasse sem lutas.

(Robert Greene)
Segundo os antigos , a pantera é o único animal que exala um odor perfumado. Ela usa para atrair e capturar suas vítmas. [...] O odor da pantera é também uma mensagem sem sentido _ e por trás da mensagem a pantera é invisível. [...] O encantamento reside no que se esconde.
(Jean Baudelaire)

segunda-feira

Por que ter um "Amante"?

Muitas pessoas tem um amante e outras gostariam de ter um. Há também as que não tem, e as que tinham e perderam.
Geralmente, são essas últimas que vem ao meu consultório, para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.
Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.
Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão", além da inevitável receita do anti-depressivo do momento.
Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que não precisam de nenhum anti-depressivo; digo-lhes que precisam de um AMANTE!!!
É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho.
Há as que pensam: "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas"?!
Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.
Aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte: "AMANTE" é aquilo que nos "apaixona", é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono, é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso "AMANTE " é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.
Às vezes encontramos o nosso "AMANTE" em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis.
Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto.
Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar a vida" e nos afasta do triste destino de "ir levando"!
E o que é "ir levando"?
Ir levando é ter medo de viver.
É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão, de que talvez possamos realizar algo amanhã.
Por favor, não se contente com "ir levando"; procure um amante, seja também um amante e um protagonista "DA SUA VIDA"!
Acredite: O trágico não é morrer, afinal a morte tem boa memória, e nunca se esqueceu de ninguém.
O trágico é desistir de viver!
Por isso, e sem mais delongas, procure um amante!
A psicologia após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:
"PARA ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ, É PRECISO NAMORAR A VIDA".
.
Autor: Apenas consegui reconhecer que foi escrito por uma psicóloga.
Fonte: E-mail recebido em minha caixa postal

Eu - Temporada de Inverno 2010


Ética Objetiva e Subjetiva

Ética não é apenas um conjunto de normas que norteiam o comportamento humano traduzindo atitudes em boas ou más. É, principalmente, assegurar valores relevantes para a manutenção do equilíbrio das relações sociais. Podendo apresentar-se como regras definidas claramente em seu caráter objetivo. Assim como, ser uma abrangente gama de valores subjetivos individuais ou coletivos, que não devem ser alvo de movimentos separatistas ou preconceituosos.

No exercício profissional dos psicólogos deve-se levar em consideração que tais valores não são fixos e imutáveis, não são estagnados, e estão em constante desenvolvimento de acordo com o contexto sócio-cultural e econômico, podendo ser até mesmo religioso, onde o indivíduo está inserido.

A Constituição Brasileira em seus Princípios Fundamentais estabelece diretrizes baseadas em Valores Universais necessários para o exercício da cidadania neste país. Outros documentos foram formulados como ramificações desta fonte. Cabe ao povo e aos seus governantes conhecer e atuar à luz destes quando convivendo em sociedade.

A natureza subjetiva dos valores éticos dá ao indivíduo a responsabilidade para agir considerando impressões e interpretações internas para que sejam estabelecidas atitudes em relação ao outro e a si mesmo. Não apenas como o direito de ir e vir, como também o de expressar-se livremente onde a subjetividade de cada um não deve ferir a subjetividade do outro para que haja harmonia nas relações.

Diferentes líderes e psicólogos defendem a importância da humanização dos processos interativos incorporando a subjetividade como elemento de coesão entre as pessoas e os padrões de conduta. É compreender o outro como capaz de fazer escolhas individuais, atuar e pensar em sua forma própria criando condições favoráveis para uma vida plena no ambiente em que está inserido e com a natureza.

Crica Fonseca

.

.


A loucura é a vivência visceral, intensa e ilimitada da poesia;
ou a completa falta dela...


Crica Fonseca




.

quinta-feira

Monte Castelo

Composição: Renato Russo

Ainda que eu falasse a língua dos homens.
E falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria.

É só o amor, é só o amor.
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal.
Não sente inveja ou se envaidece.

O amor é o fogo que arde sem se ver.
É ferida que dói e não se sente.
É um contentamento descontente.
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer.
É solitário andar por entre a gente.
É um não contentar-se de contente.
É cuidar que se ganha em se perder.

É um estar-se preso por vontade.
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata a lealdade.
Tão contrário a si é o mesmo amor.

Estou acordado e todos dormem todos dormem todos dormem.
Agora vejo em parte. Mas então veremos face a face.

É só o amor, é só o amor.
Que conhece o que é verdade.

Ainda que eu falasse a língua dos homens.
E falasse a língua do anjos, sem amor eu nada seria.

sábado

segunda-feira

Sabedoria Oriental - A vaca e o Precipício

Uma vez, um sábio chinês e seu discípulo vistaram ao longe um casebre, em uma de suas andanças. Ao se aproximar, notaram que, a despeito da extrema pobreza do lugar, a casinha era habitada.
Naquela área desolada, sem plantações nem árvores, viviam um homem, uma mulher, seus três filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada. Com fome e sede, o sábio e o discípulo pediram abrigo por algumas horas. Foram bem recebidos. A certa altura, enquanto se alimentava, o sábio perguntou:
- Este é um lugar muito pobre e longe de tudo. Como vocês sobrevivem?
- O senhor vê aquela vaca? Dela tiramos todo o nosso sustento – disse o chefe da família.

- Ela nos dá o leite, que bebemos e também transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos o leite e o queijo por outros alimentos. É assim que vivemos.
O sábio agradeceu a hospitalidade e partiu. Nem bem fez a primeira curva da estrada, disse ao discípulo:
- Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali em frente e atire-a lá pra baixo.
O discípulo não acreditou.
- Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se eu jogá-la no precipício, eles não terão como sobreviver. Sem a vaca, eles morrem!
O sábio apenas respirou fundo e repetiu a ordem:
- Vá lá e empurre a vaca no precipício.
Indignado porém resignado, o discípulo voltou ao casebre e, sorrateiramente, conduziu o animal até a beira do abismo e o empurrou.
Alguns anos se passaram e durante esse tempo o remorso nunca abandonou o discípulo. Num certo dia de primavera, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar. Queria ver o que tinha acontecido com a família, ajudá-la e pedir desculpas, reparar seu erro de alguma maneira.
Ao fazer a curva da estrada não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sítio maravilhoso, com muitas árvores, piscina, carro importado na garagem, antena parabólica. Perto da churrasqueira, estavam três adolescentes robustos comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão de dólares. O coração do discípulo gelou. O que teria acontecido com a família? Decerto, vencidos pela fome foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Nesse momento, pensou o aprendiz, devem estar mendigando em alguma cidade. Aproximou-se, então do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da família que havia morado lá há alguns anos.
- Claro que sei. Você está olhando para ela! – disse o caseiro, apontando as pessoas ao redor da churrasqueira.
Incrédulo, o discípulo afastou o portão, deu alguns passos e, chegando perto da piscina, reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte e altivo, a mulher mais feliz, as crianças, que haviam se tornado adolescentes saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:
- Mas o que aconteceu? Eu estive aqui com meu mestre uns anos atrás e este era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar tanto de vida em tão pouco tempo?
O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu:
- Nós tínhamos uma vaquinha, de onde tirávamos nosso sustento. Era tudo o que possuíamos, mas um dia ela caiu no precipício e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes…

Então, amigos, o conselho do velho mestre: Reflitam sobre suas vidas a cada dia, honestamente, retirando todas as coisas que acontecem porque é mais fácil ou porque já estão acostumados. Tentem encontrar novas soluções para velhos problemas. E prossigam sempre, sem estagnar.

Uma vez, um sábio chinês e seu discípulo vistaram ao longe um casebre, em uma de suas andanças. Ao se aproximar, notaram que, a despeito da extrema pobreza do lugar, a casinha era habitada.
Naquela área desolada, sem plantações nem árvores, viviam um homem, uma mulher, seus três filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada. Com fome e sede, o sábio e o discípulo pediram abrigo por algumas horas. Foram bem recebidos. A certa altura, enquanto se alimentava, o sábio perguntou:
- Este é um lugar muito pobre e longe de tudo. Como vocês sobrevivem?
- O senhor vê aquela vaca? Dela tiramos todo o nosso sustento – disse o chefe da família.

- Ela nos dá o leite, que bebemos e também transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos o leite e o queijo por outros alimentos. É assim que vivemos.
O sábio agradeceu a hospitalidade e partiu. Nem bem fez a primeira curva da estrada, disse ao discípulo:
- Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali em frente e atire-a lá pra baixo.
O discípulo não acreditou.
- Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se eu jogá-la no precipício, eles não terão como sobreviver. Sem a vaca, eles morrem!
O sábio apenas respirou fundo e repetiu a ordem:
- Vá lá e empurre a vaca no precipício.
Indignado porém resignado, o discípulo voltou ao casebre e, sorrateiramente, conduziu o animal até a beira do abismo e o empurrou.
Alguns anos se passaram e durante esse tempo o remorso nunca abandonou o discípulo. Num certo dia de primavera, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar. Queria ver o que tinha acontecido com a família, ajudá-la e pedir desculpas, reparar seu erro de alguma maneira.
Ao fazer a curva da estrada não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sítio maravilhoso, com muitas árvores, piscina, carro importado na garagem, antena parabólica. Perto da churrasqueira, estavam três adolescentes robustos comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão de dólares. O coração do discípulo gelou. O que teria acontecido com a família? Decerto, vencidos pela fome foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Nesse momento, pensou o aprendiz, devem estar mendigando em alguma cidade. Aproximou-se, então do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da família que havia morado lá há alguns anos.
- Claro que sei. Você está olhando para ela! – disse o caseiro, apontando as pessoas ao redor da churrasqueira.
Incrédulo, o discípulo afastou o portão, deu alguns passos e, chegando perto da piscina, reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte e altivo, a mulher mais feliz, as crianças, que haviam se tornado adolescentes saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:
- Mas o que aconteceu? Eu estive aqui com meu mestre uns anos atrás e este era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar tanto de vida em tão pouco tempo?
O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu:
- Nós tínhamos uma vaquinha, de onde tirávamos nosso sustento. Era tudo o que possuíamos, mas um dia ela caiu no precipício e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes…

Então, amigos, o conselho do velho mestre: Reflitam sobre suas vidas a cada dia, honestamente, retirando todas as coisas que acontecem porque é mais fácil ou porque já estão acostumados. Tentem encontrar novas soluções para velhos problemas. E prossigam sempre, sem estagnar.

http://www.artefolk.com.br


terça-feira

Envolvimento e Comprometimento

Quando as pessoas estão envolvidas em suas responsabilidades são capazes de fazer da melhor maneira possível e engajadas aquilo que lhes é pedido cumprindo o mínimo esperado de seu papel e enfatizando suas carreiras. Porém, para sermos mais atuais enquanto gestores, é preciso buscar algo além do envolvimento que muitas vezes está em realizar tarefas mecanicamente e encontrar o que é chamado de comprometimento, fazendo com que o colaborador realize suas tarefas e agregue valor ao trabalho. O desenvolvimento organizacional depende da forma como as pessoas constroem valores e o maior bem de uma empresa é justamente o seu capital humano. Pessoas comprometidas não estão comprometidas apenas com suas carreiras, mas também com o desenvolvimento da empresa.


"Quanto mais comprometidos os empregados estiverem com a empresa, melhor irão representar sua marca", disse Stephen Moyla no 10º Congresso Mundial de Gestão de Recursos Humanos _ pesquisa divulgada Market Probe e pela brasileira Zilda Knoploch, da Market Probe do Brasil. Chiavenato_ no livro Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos, diz que as organizações estão desenvolvendo padrões e expectativas para assegurar vantagens competitivas e desempenho excepcional, onde as pessoas deverão perseguir oportunidades e adicionar valor e assim serão vistas como parceiros nas empresas.


Segundo Maria Bernadete Pupo, envolvimento e comprometimento estão ligados às ações de compreensão ou de julgamento que as pessoas fazem de si mesmas e uns com os outros baseados em fatos e ações, e dependendo do comportamento adotado, poderá reproduzir o sucesso ou o fracasso. O profissional envolvido e comprometido preocupa-se com seu nome e com sua reputação dando uma atenção especial a sua carreira e ao desenvolvimento de toda a empresa.


As políticas de Gestão de Pessoas relacionadas ao Envolvimento e Comprometimento devem incentivar a proatividade, criatividade, responsabilidade, flexibilidade, adaptabilidade, respeito, maior atualização, sistemas de recompensas justos, programas de reconhecimento, boa comunicação (lateral, de baixo para cima e de cima para baixo), envolvimento dos empregados na solução de problemas, integração estratégica e de qualidade, maior vantagem competitiva e empreendedorismo. Estas características são claramente verificadas quando observamos as atitudes de profissionais envolvidos e comprometidos que acabam por influenciar diretamente o funcionamento de suas empresas. Com isso zelam também pela missão, visão e cultura organizacional. Como na citação de Legge (1995, p.208), constituem “a diferença que faz a diferença”.


Torna-se importante o investimento em pesquisas e programas motivacionais propiciando um ambiente estimulador, desafiador e agradável. Salários compatíveis com o mercado, o poder de decisão, bônus e benefícios são ventagens comumente oferecidas. Porém, é fundamental que outros aspectos de qualidade sejam considerados para se reter verdadeiros talentos dentro das organizações. Os clientes internos, que são os próprios funcionários de uma empresa, estão mais envolvidos e comprometidos a medida que perceberem e reconhecerem que a empresa está envolvida e comprometida com os mesmos. O ambiente de trabalho também deve proporcionar oportunidades para o desenvolvimento de bons relacionamentos aproximando as pessoas por meio de comemorações, eventos, projetos multidisciplinares, informativos e incentivar idéias, sugestões e reclamações dos empregados. Elevando o senso de utilidade, confiança e auto estima de seus colaboradores.


Ao considerar o novo modelo de homem baseado em um crescente e maior conhecimento de suas complexidades e mutáveis necessidades e entender que o poder deve estar na colaboração e no engajamento com equalização para alcançar uma administração participativa que permite maior autonomia e liberdade gerando o envolvimento e comprometimento das pessoas, cria-se então novos valores organizacionais com ideais humanísticos democráticos _ conceituação extraída das referências sobre Liderança Democrática, Chiavenato (2000). Segundo Chiavenato, a mudança individual é também um habilitador para a mudança organizacional porque é a organização se constitui de pessoas e o Desenvolvimento Organizacional deve coordenar esforços para: aumentar o nível de confiança e apoio entre os membros da organização; aplicação dos conhecimentos e métodos das ciências comportamentais; na melhoria ou mudança nos padrões de interação de um sistema social dinâmico derivado de normas, valores e expectativas; integração das emoções e sentimentos na perspectiva racional da organização formal para alcançar maior objetividade; focalização sistêmica para afetar os indivíduos, equipes e interações organizacionais; melhoria do clima organizacional; e aplicação da tecnologia social para garantir objetivos individuais e organizacionais.

Crica Fonseca

domingo

Desenvolvimento de Carreiras

Além da Gestão Compartilhada, a década de 80 trás para Administração de Carreias outras inovações como a importância dos critérios de ascensão profissional desvinculados da estrutura organizada e dos títulos de cargos, diante do enxugamento das estruturas hierárquicas e da crescente volatilidade dos cargos; transparência nos critérios de ascensão, para dar visão do horizonte profissional oferecido pela empresa e para clarificar as expectativas da empresa em relação as pessoas; e estímulo e apoio concreto à participação das pessoas na construção dos critérios de ascensão de maneira justa, envolvendo e comprometendo as pessoas em sua contínua adequação às necessidades das pessoas e das empresas. Passando a Administração de Recursos Humanos ter um perfil empreendedor que possibilite pessoas a influenciarem suas carreiras a partir delas próprias de acordo com suas vocações, preferências individuais e ciclos de vida profissional.

O poder de tomada de decisão pessoal no planejamento de carreira lida com aspectos individuais múltiplos, consciência de tempo e espaço, ideologias, fatores psicológicos, relações afetivas e familiares, interesses materiais, necessidades de reconhecimento e de realização, momentos de confrontos, ambientais, constantes transformações internas, crenças e valores. London e Strumph (1982),apresentam uma forma sintetizada para o planejamento de carreira através de um Plano de Ação baseado na Auto-Avaliação _ avaliação de suas qualidades, interesses e potencial para os vários espaços organizacionais; do Estabelecimento de Objetivos de Carreira _ identificação de objetivos de carreira e de um plano realista baseado na auto-avaliação e na avaliação das oportunidades oferecidas pelas empresas; e Implementação do Plano de Carreiras _ obtenção da capacitação e acesso às experiências profissionais necessárias para competir pelas oportunidades e para atingir as metas de carreira.

Salientando que a participação nos programas ligados ao sistema de administração de carreiras deve ser voluntário. Tais como: Programas Internos de Treinamento e desenvolvimento, Programas de Orientação dos Empregados em Relação a Carreira, Seminários e Workshops, Processos de Divulgação Interna das Oportunidades de Trabalho e Reembolso de Cursos Externos Feitos pelos Empregados.

A Gestão de Recursos Humanos aliada a outros Gestores relacionados possui ferramentas de administração capazes de elaborar pontos classificados como Indicadores de Situação_ segura, insegura, possível problema e problema; de Desempenho _ excepcional, muito bom, bom, insatisfatório; e de Potencial _ Apto a assumir posição imediatamente, apto para assumir posição em dois anos, movimentar-se lateralmente e limitado a sua posição atualmente. Esta forma de análise denominada Plano de Sucessão possibilita a projeção de vagas futuras, o planejamento de carreira organizado conforme o mapeamento organizacional e o busca um alto nível de adesão das pessoas às determinações de encarreiramento efetuadas pela empresa. Ao projetar exigências sobre a capacitação e o comportamento das pessoas deve-se ter o cuidado de não inibir e condicionar decisões de ajustes necessário a gestão de pessoas e de negócio.

Com base no cargo é possível estabelecer Sistemas de Valorização e Diferenciação relacionados a remuneração e aos acessos simbólicos de status. Assim, a pessoa é valorizada em função do cargo que ocupa. Para que haja um equilíbrio nesta valoração é preciso considerar aspectos centrados no trabalho e aspectos centrados na pessoa. Cada empresa será mais tendenciosa a um ou outro aspecto de acordo com suas características organizacionais. Hoje são sugeridos Sistemas de Diferenciação de Terceira Geração que estão mais de acordo com os impactos esperados para o bom funcionamento organizacional de uma empresa e pessoas, lembrado que há vantagens e desvantagens deste os sistemas tradicionais até os modernos quando considerado o momento histórico vivido pela empresa, valores organizacionais, estrategias de negociações e gestão e características de mercado.

Como Indicadores de Maturidade Profissional dentro das empresas utiliza-se: tempo de formação acadêmica, tempo de experiência, cursos, participação em congressos e seminários, títulos, proficiência em idiomas, liderança e coordenação de projetos, elaboração e execução de projetos específicos, publicação de trabalhos científicos, projeção profissional externa, filiações a associações profissionais. Carreias são desenhadas com base nos níveis de formação e na inserção da gestão de carreiras da organização. Podendo ter Estrutura Linear, alinhadas em uma única direção; Estrutura em Rede, apresentando várias opções permitindo às pessoas estabelecerem sua trajetória por a partir de critérios pré-estabelecidos; e Estrutura Paralela, concentrando sistemas de diferenciação centrados no trabalho e nas pessoas de forma mais abrangente e flexível obtendo dois caminhos distintos, um pela natureza profissional e outro pela natureza gerencial.


Crica Fonseca

sábado

Plano de Carreira; definir, planejar e atuar.

Um conjunto de procedimentos determina Cargos, Funções e Salários. Torna-se fundamental identificar a realidade do empregador, assim como as necessidades, diretrizes, visão, missão, projeção de mercado, metas e valores que envolvem a Cultura e o Clima Organizacional de uma empresa. Conhecer as políticas da organização também engloba descrever as Remunerações, os Benefícios, os Incentivos, a preocupação o Plano de Carreira e o Desenvolvimento Profissional e Pessoal de seus colaboradores. Funcionários contratados e candidatos potencialmente aptos devem entender de forma honesta e clara seu campo de atuação para que se comprove atração pelo exercício profissional. Critérios bem definidos de Descrição de Cargos e Salários estabelecem um roteiro capaz de auxiliar todo o processo de Recrutamento, Seleção, Treinamento, Capacitação, Desenvolvimento e Retenção de Talentos. Tal descrição deve contar com a colaboração dos Gestores de Recursos Humanos, Gestores em geral, Gerentes, Coordenadores, Líderes, Supervisores de Linha e Encarregados de Produção para Análise de Cargos e Funções e Definição de Perfil desejado. Todos os ramos de atuação devem estar integrados e envolvidos como forma de estratégia de sobrevivência no mundo atual, visando à importância da adaptabilidade necessária e proativa às mudanças inevitáveis. Devemos considerar também que de acordo com autores como Mário Persona, o Plano de Carreira não obedece mais a lentidão do passando porque hoje funciona de forma multifacetada, veloz e dinâmica exigindo maior criatividade. É preciso sensibilidade, observação, simplicidade, flexibilidade e disponibilidade para a mudanças que podem trazer vantagens e exigem a observância de saber correr riscos para alcançar satisfação no mercado competitivo atual.

Compreende-se como Cargo o conjunto de funções semelhantes com suas devidas tarefas relacionadas. Sendo Funções o conjunto de tarefas atribuídas ao Cargo. Tarefas são o conjunto de procedimentos de esforço físico ou mental exercidos. O salário é o conjunto de remunerações básicas recebidas pela atuação em determinado cargo. A Carreira se refere a mobilidade e ou a estabilidade ocupacional, sugerindo um caminho gradual estruturado e organizado no tempo e no espaço relacionado-o a uma seqüência de atitudes, comportamentos e experiências envolvendo uma série de estágios e a ocorrência de transições que refletem necessidades, motivos e aspirações individuais e expectativas e imposições da organização e da sociedade.

Para elaborar a descrição de um cargo é preciso detalhar “o que” se faz, “como” se faz, “porque” e “para que” se faz em determinada ação para a realização do exercício do trabalho. É importante considerar o nível de conhecimento, complexidade e responsabilidade exigidos. Incentivar o aprimoramento destas ações aumenta a eficiência e eficacia na realização de tarefas. Por isso, estudos e treinamentos e todo o tipo de informação e formação, teórica e prática, auxiliam na capacitação e especialização profissional.

Subsidiado pela definição de cargos e salários e correlacionando-o a realidade da empresa, torna-se possível estabelecer um Plano de Carreiras. Projetos de Carreiras são importantes para captar e manter talentos humanos nas organizações motivando experiências necessárias para aproveitar oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal e alcançar metas. Os principais objetivos para o Planejamento de Carreiras está em desenvolver nas pessoas um espírito crítico em relação ao seu comportamento diante da carreira, estimular e dar suporte a um processo de auto-avaliação visando o planejamento individual, oferecer uma estrutura para a reflexão das pessoas sobre a realidade profissional e pessoal, e disponibilizar ferramentas para desenvolver objetivos de carreira e planos de ação e para monitorar a carreira ao longo do tempo.

O mundo globalizado não suporta processos longos e lentos como antigamente, uma visão estratégica deve embasar o Plano de Carreiras para evitar o engessamento do desenvolvimento da carreira fazendo com que um leque de alternativas seja aceito porque a mudança contínua é inevitável. Organizações complexas modernas estão rompendo paradigmas em gestão e em valores sociais. Processos de informação, comunicação, tecnologia, materiais e equipamentos dão agilidade e rapidez ao mercado impulsionando o tempo e gerando movimentos que exigem renovação, flexibilidade, adaptabilidade, decisões hábeas, abertura às novas possibilidades, aprendizados constantes, conhecimentos distintos e percepção para entender que é possível encontrar grandes analogias em atividades distintas. Durante as aulas da disciplina de Administração de Cargos e Carreira foi possível constatar o exemplo de Mário Persona, um arquiteto graduado que se tornou consultor de comunicação e marketing e escritor.

Para apresentarem-se aptas a desenvolver e manter estes diferenciais as organizações enfrentam o desafio de gerir pessoas dispostas a renovarem-se continuamente, administrar pessoas estacionadas e sem apetência por se desenvolverem profissionalmente, compatibilizar as expectativas e o rítmo de desenvolvimento pessoal com os da empresa e estimular e oferecer o apoio condizente com uma postura empreendedora e inovadora. A responsabilidade pela administração de carreiras deve ser vista como compartilhada entre empresa e as pessoas de forma engajada e comprometida com o gerenciamento de oportunidades, planejamento e resultados a serem alcançados.

.

Crica Fonseca

sexta-feira

Você está envolvido ou comprometido com a sua relação?

Obviamente, não estou falando de perder a sua vida ao se comprometer, mas de conseguir ter noção, antes de mais nada, da diferença de comportamento entre quem se envolve e quem se compromete.


Estar envolvido é dar-se em parte, é estar junto enquanto está bom, enquanto lhe convém, lhe é interessante, enquanto você não se vê convidado a superar dificuldades, rever conceitos e valores, modificar suas atitudes a fim de fazer dar certo.

Estar envolvido é ficar somente enquanto você não precisa perder nada, não precisa abrir mão de algo que lhe é caro, não precisa sentir-se com menos alguma coisa em função desta relação, do outro, do amor que você sente.

Estar comprometido é disponibilizar-se inteiramente, é estar disposto a qualquer coisa – dentro dos limites humanos, é claro – para que o amor prevaleça, para que o seu relacionamento sobreviva apesar das batalhas perdidas, apesar de ter que exercer a sua compaixão e colocar-se no lugar do outro, tentando compreender suas necessidades e desejos, a fim de que o relacionamento ganhe.

Estar envolvido é priorizar a si mesmo na maioria das vezes, levando em conta que a relação só vale a pena se lhe trouxer vantagens. Por outro lado, estar comprometido é priorizar essa triangulação que envolve você, o outro e o mundo criado a partir desta união. É saber que nem sempre as vantagens são pessoais. Muitas vezes, é preciso abrir mão de sua opinião, de seu desejo e de seu tempo para que o relacionamento cresça, se fortifique e torne-se mais sólida a vida em comum.

Talvez isso não lhe pareça muito com romance, amor-perfeito ou conto de fadas, onde tudo parece ser sempre ganho, vantagens e benefícios. No entanto, relacionamento é uma questão de escolha, objetivo e sentimento. O amor faz com que perdas se transformem em ganhos, com que o fato de você ceder lhe transforme em mais forte e não em mais frágil.

Tem gente que costuma dizer que viver com o ser amado é dividir com ele a sua vida. Eu prefiro a palavra “compartilhar”. Dividir parece ficar com apenas metade do que você era antes, porque dá ao outro a metade restante; enquanto que compartilhar significa ficar com o que você já era e ainda poder usufruir o que o outro é, ganhar a essência dele no intuito de aprender, de reconhecer nele qualidades que você não tinha, mas que pode assimilar e passar a ter.
Quanto aos defeitos, que os dois certamente têm, você pode reconhecer os seus através do outro, dos comentários e pedidos dele; e também pode ajudar o seu amado a evoluir com seus pedidos e percepções.

Enfim, compartilhar vidas de forma comprometida é tornar-se mais, melhor, mais inteiro. É dar o seu melhor e reconhecer que não há garantias, não há certezas, não há um “para sempre”, nunca! Por isso mesmo, amar comprometidamente é uma decisão diária, é um exercício que exige disciplina e continuidade. Não há amor ganho, não há coração conquistado... há somente a decisão pessoal e particular de recomeçá-lo todos os dias.


(Autor desconhecido)

Se alguém souber quem escreveu este texto,
me avise por favor!


Crica Fonseca

quinta-feira

Prova da OAB

Recebi este texto por e-mail e gostaria de declarar que compartilho
das idéias deste professor que escreve seu desabafo com coração e coragem.
Boa sorte para todos nesta luta e acreditem no potencial de vocês!!!
Sinceramente,
Crica Fonseca



Caros alunos e alunas;
Parabenizo aos que alcançaram a pontuação mínima para a aprovação para a
segunda fase! Quem conseguiu, realmente pode se sentir muito, muito, muito
orgulhoso. Foi a prova mais difícil de todos os tempos. E, atrevo-me a afirmar: não
houve adequação, razoabilidade, e, até, como vi alguns comentando ontem em
blogs na internet, teria faltado até mesmo lealdade na seleção dos temas e no
modo de arguição dos quesitos. A prova de constitucional foi um absurdo, a
questão de contribuição previdenciária em tributário, as questões de processo do
trabalho, tutela coletiva na relação de consumo, enfim...
Escrevo para tecer algumas palavras de apoio e tentar confortar a grande maioria,
a qual, sei que, infelizmente, não atingirá o índice de aprovação. A prova foi
absurdamente difícil. Queria que vocês lessem essas palavras abaixo escrita por
mim, direcionada a cada um de vocês, com imenso carinho e profundo sentimentod
e solidariedade.
Não sei o que passou na cabeça da comissão examinadora; não sei qual propósito
eles pretendiam alcançar; qual objetivo; mas, em razão do estilo de prova, do
modo como as perguntas foram feitas, permito-me presumir que a intenção não
era das melhores. O modo como a prova foi construída permite presumir um dolo
direto e objetivo de tentar reprovar a totalidade dos candidatos.
O que é trsite é que, após rumores que a CESPE poderá sair da organização do
concurso,e aprovada uma medida "inovadora" de autorizar os alunos de 9º período
a fazerem a prova, aumenta-se absurdamente o valor da inscrição, arrecadam-se
mundos e fundos de dinheiro, e, fazem uma prova que classifico como covarde,
desleal, legitimando a crença em um objetivo pré-meditado de tentar reprovar os
candidatos globalmente.
Indago-me: para quê? Por quê? Qual o objetivo de tanta covardia?
Se a OAB acha que um advogado tem que ter esses conhecimentos para poder
atuar na profissão, temos um gravíssimo problema social e institucional: acho que
estaríamos sem advogados hoje no mercado...desafio, prestem bem atenção, D-ES-
A-F-I-O, os atuais advogados militantes, a fazerem a prova de ontem...asseguro
a vocês: SERIAM REPROVADOS NA QUASE TOTALIDADE....SERÁ QUE O
PRESIDENTE DA OAB PASSARIA NA PROVA DE ONTEM? Se eles, os mais antigos, os
experientes, os militantes, não possuem esses conhecimentos, porque que vocês,
os que estão chegando, teriam que tê-los?
Amigos, sou mestre em direito, especialista pela FGV, um profundo estudioso,
leciono a quase 10 anos, em diferentes cadeiras, modéstia a parte, me considero
um acadêmico de preparação e conhecimento acima da média dos meus
pares...não sei se eu conseguiria passar na prova...
Ontem, na correção, a expressão dos professores era de assombro...todos se
indagando "meu Deus, qual o motivo de se fazer uma prova nesse nível absurdo de
dificuldade?". Os próprios advogados/professores sentiram dificuldade para elaborar
o gabarito...
Quando se faz uma avaliação, antes de qualquer coisa, há de se perguntar: para
que fim estou fazendo essa avaliação? Se avalio um candidato a ser militar, é
necessário que ela tenha conhecimentos específico sobre técnicas de guerrilha e
exploração espacial? Se avalio um candidato a se apresentar numa cena de dança
espanhoila, ele tem que saber dançar frevo, merengue e afoxé? O Exame da Ordem
está avaliando bacharéis em direito, os quais buscam apenas a licença para
iniciarem sua profissão...não está avaliando ESPECIALSTAS EM DIREITO, JUIZES,
PROMOTORES....seuqer está avaliando alguém para que receba do Estado um
cargo de Juiz ou Promotor...a avaiação deve ser sempre proporcional ao fim
pretendido e buscando adequação ao perfil dos avaliados...se avalio 10 pessoas
querendo reprová-las, indagando com profunda compelxidade e malícia as
questões,sei que reprovarei a todos. Então pergunto: estou sendo leal? É honesto
convocar as pessoas a se habilitarem a fazer o meu concurso , se faço a prova
dentro de uma proposta que sei que meus candidatos habilitados não serão hábeis
a respondê-los?
Para quê isso?
Quanta covardia...
Amigos, queria dizer a vocês que como advogado, hoje me sinto envergonhado, por
estar testemunhando esse nível de atrocidade dentro da minha própria classe...e
queria dizer, como professor, que estou muito sofrido e que compartilho a dor de
vocês.
Queria pedir a vocês que NÃO ABAIXEM A GUARDA; SOMOS G-U-E-R-R-E-I-R-O-S;
POR FAVOR, NÃO DEIXEM QUE UMA COVARDIA TIRE O BRILHO DE SEUS ROSTOS;
NÃO PERMITAM QUE PESSOAS MAL INTENCIONADAS PREJUDIQUEM SEUS
SONHOS; NÃO SE SINTAM INCAPAZES POR CONTA DESSA ESTÚPIDA PROVA DE
ONTEM; ACREDITEM, E QUEM FALA É UM ADVOGADO, MESTRE, ESPECIALISTA,
DOUTRINADOR, A MAIORIA DOS JUIZES,PROMOTORES, DEFENSORES, NÃO
PASSARIAM NESSA PROVA; NÃO SE SINTAM DESMERECIDOS!!!
Temos que ter a inteligência emocionalde sabermos enfrentar momentos difdícies
com maturidade e parcimônia, e , acima de tudo, resginação. Acreditem na justiça
de Deus, ela não falha. Vocês que estudaram, se prepararam, se não deu nessa
prova, VAMOS EM FRENTE, LEVANTA A CABEÇA E VAMOS DAR A VOLTA POR CIMA!
VOCÊS SÃO BONS, MERECEM A APROVAÇÃO, E ELA VIRÁ. SÓ NÃO FOI DESSA
VEZ...MAS ELA V-I-R-Á.
Não se deixem abater quando as pessoas lhes olharem e disserem "poxa, não
passou?"; NÃO SE DEIXE ABATER! OLHE COM OLHAR DE GUERREIRO, e diga "NÃO
DEU, COMO EM MUITAS SITUAÇÕES DA VIDA, MAS FIZ O MEU MELHOR, E NA
PRÓXIMA PASSAREI". E vamos recomeçar...
Amigos, é hora de catar os caquinhos...equilibrar a mente...acalmar o
espírito...aconhegar o coração e ENCHER ELE DE GARRA!!! PEÇO A VOCÊS
GARRA!!! GARRA!!! GARRA!!! VOCÊS SÃO GUERREIROS!!! POR FAVOR, NÃO
ABAIXEM A GUARDA!!! SE NÃO DEU NESSA, PERDEMOS UMA BATALHA E NÃO A
GUERRA...POR FAVOR, NÃO DESISTA...EU NÃO DESISTIREI DE VOCÊS, EU
ACREDITO EM VCS, EU ESTAREI AQUI, POR VOCÊS, PARA VCS, PARA AJUDAR
VOCêS...POR FAVOR, NÃO DESISTAM DE SEUS SONHOS!
Não se sinta diminuido por ontem...essa prova, repito, foi covarde...e estou
fazendo um comentário técnico...profundamente frio e técnico...
Seria bacana se alguém tivesse acesso à Globo e conseguisse patrocinar uma
matéria aonde essa prova fosse levada a juizes, promotores, defensores,
delegados, e o repórter indagasse de plano e de surpresa "responde essa questão
para mim, qual é o gabarito?". Vocês iam ver que raríssimos acertariam...duvido
que fariam 50 pontos...falo isso para mostrar a vocês que VOCÊS NÃO SÃO
RUINS...não!!! Levante sua auto-estima! Não deixe de ter orgulho de você! Goste
de você! Continue acreditando em você! EU ACREDITO EM VOCÊ!
Amigos, foi uma ducha de água fria para todo mundo...para nós professores
também...vivemos por esse momento...vivemos pela alegra de vocês...nos doamos
de alma, de coração, por vocês...e quando vcs passam, é como se fosse cada um
de nós...vibramos como se fosse no dia da nossa aprovação...e sei que vocês
sabem o qaunto essas palavras são sinceras...
Ontem quando as mensagens começaram a chegar, especialmente de vários dos
meus MELHORES ALUNOS, dizendo que não passaram, chorei...chorei...só parei
quando meu pequenino filho Pedrinho, de 3 anos, falou "papai, não chora...", e me
deu um sorriso lindo, me abraçou, e ali minha ficha caiu que a vida segue,é linda,
vale a pena, é muito mais e muito maior que uma reprovação...especialmente
quando somos vítimas de uma covardia...pensem nos seus "pedrinhos"...pensem
que ainda temos uma vida inteira pela frente...que em Outubro estaremos juntos
de novo...e subiremos no ringue de novo...e faremos o nosso melhor! E na hora
certa, Papai do Céu nos propiciará os louros da conquista! POR FAVOR, NÃO
DESANIMEM! LEVANTEM A CABEÇA, ENCHAM O PEITO DE GARRA, DE VONTADE E
FOME DE APROVAÇÃO, E VAMOS RECOMEÇAR!
A VIDA CONTINUA, NÃO ADIANTA CHORAR, NÃO SE DEIXEM ABATER! TEMOS QUE
RECOMEÇAR...NA VIDA É ASSIM ...INFELIZMENTE, EM CERTOS MOMENTOS,
SOMOS ABATIDOS...MAS, LEMBREM-SE DA FRASE QUE SEMPRE CITO: GUEREIROS
NÃO SÃO OS QUE NÃO CAEM, POIS SOMOS HUMANOS, TODOS
CAIREMOS...GUERREIROS SÃO OS QUE SE LEVANTAM...LEVANTE! VAMOS,
LEVANTE! LEVANTE! VOCÊ É UM G-U-E-R-R-E-I-R-O (A)!!!
Fiquem com Deus,
Contem sempre comigo,
Beijo no coração!
Pedro Barretto,
Superman da OAB

domingo

Esperando o Homem Perfeito

.

Ao perceber que eu existo...

Ao perceber que eu existo, se faça presente.
Há tempos espero alguém que se mostre como realmente é.
Não deixe que o medo impeça nossa aproximação...
Largue máscaras e defesas, tenha a coragem para despir-se.
Minha simpatia por ti não se definirá por aparências,
Ou um grupo de músculos, nem conceitos preestabelecidos,
Muito menos seus ou meus diplomas e sua ou minha conta bancária...
O que há de diferente entre nós será tratado como nossas necessidades especiais.
Mostre-me sua vontade de me proteger, proteja-me! Eu farei o mesmo.
Cuide de mim sem me sufocar. Mas, principalmente, cuide muito bem de si mesmo.
Evite perseguir meus passos achando que desta forma saberá tudo sobre mim.
Não tenho segredos invioláveis. Apenas preciso de privacidade.
Leve-me para conhecer o seu mundo. A minha vida está de portas abertas!
Fale-me sobre suas dificuldades, desilusões e tristezas... Se quiser, é claro.
Serei atenta aos detalhes. Prometo ser empática e tentar te compreender.
Não pense que vou dizer-te o que deves fazer, respeito o seu caminho e suas escolhas.
Por trás dos erros cometidos deve sempre haver algum aprendizado.
Suas dores trouxeram tempero para vida. Talvez saiba o que é amargo para alguém.
Nossas cicatrizes comprovam experiências vividas e são um charme!
Quero poder sentir seu cheiro, tocar sua pele, olhar nos teus olhos, me cercar de você.
Quero dançar contigo, mesmo sem saber dançar. Viajar, sem sair do lugar.
Vislumbrar o belo embriagada de paixão. Quebrar as regras. Banir preconceitos. Voar...
E escrever a nossa história, apenas os dois.


Crica Fonseca

Arroz de Coco e Peixe ao Molho de Alcaparras com Champinon


Preparei esta receita para o almoço deste domingo.
Estou publicando para algumas amigas e como sugestão para outros.
Bom apetite!

Crica Fonseca



Arroz de Coco - Prepare o arroz normalmente, apenas coloque água de coco no lugar da água comum. Ao final acrescente um pouco de leite de coco para aprimorar o sabor.

Peixe - Prepare postas fritas do peixe de sua preferência passando um pouco de farinha de trigo antes de levá-lo ao fogo para que não se desmanche.

Molho - Misture azeite, cebola e alho para dourar em uma frigideira. Acrescente cebolas em pedaços largos (sugiro o formato de tiras), alcaparras e champion. Ao final acrescente um pouco mais de azeite e o suco de meio limão.

sábado

.
..

Fases e Fontes de Recrutamento e Seleção


É fundamental conhecer a realidade da empresa que está oferecendo a vaga de emprego, quais são suas necessidades, diretrizes, visão, missão, projeção de mercado, metas e valores. Conhecer as políticas da organização também engloba descrever os benefícios, as remunerações, os incentivos aos funcionários, a preocupação com planos de carreira e o desenvolvimento profissional de seus colaboradores. Quando feito o recrutamento e seleção, é importante claramente e com bastante sinceridade o que a empresa oferece pelos serviços prestados aos funcionários contratados. Os candidatos potencialmente aptos devem conhecer de forma verdadeira seu futuro campo de atuação para que se comprove a atração inicialmente instigada. Os profissionais da área devem escolher fases e fontes de recrutamento e seleção conforme estas afirmações para melhor identificar e aproveitar talentos de acordo com a realidade de cada empresa.

Critérios bem definidos de Pré-Seleção estabelecem um roteiro direcionado capaz de auxiliar todo o processo. Inicialmente descreve-se o cargo e faz-se análise do perfil desejado contando com a colaboração dos Gestores de Recursos Humanos, Gestores Administrativos, Outros Gestores e Líderes Encarregados pela Produção_ estes últimos são aqueles que estão em contato direto com o trabalho a ser realizado; Profissionais Especializados e Psicólogos. Neste mapeamento prévio são descritos quais conhecimentos, habilidades, comportamentos e atitudes serão exigidos do candidato que irá preencher o cargo. Concomitantemente, através de técnicas e das experiências dos profissionais devidamente habilitados para fazer o processo de recrutamento e seleção será possível conhecer as características de personalidade, histórico profissional, informações acumuladas, fatores motivacionais e etc. Assim, comprovando a potencialidade do candidato ao exercício profissional e suas expectativas futuras. É importante considerar que o potencial para o desenvolvimento deve ser contabilizado como um dos critérios mais favoráveis ao candidato.

Em todas as fases é preciso contar com a integração dos Gestores e Supervisores de Linha. Inicialmente para descrição de critérios a serem requeridos, seguidos da identificação honesta dos benefícios e remunerações oferecidos de acordo com a capacidade da empresa e na utilização de técnicas adequadas, válidas e fidedignas durante todo o processo. A parceria destas áreas permite maior êxito ao alcançar candidatos com perfis bastante próximos aos estabelecidos. Aos Analistas e Gestores de Recursos Humanos confia-se o planejamento, execução e finalização do processo de acordo com técnicas específicas levando-se em consideração as exigências do cargo, o perfil dos candidatos e suas potencialidades, e o perfil da empresa e de seus dirigentes. Dentre tais ferramentas desenvolvidas estão a Entrevista Individual e as Dinâmicas de Grupo.

Como um roteiro é sugerido a cuidadosa Análise dos Currículos, a Entrevista Individual _ com objetivo de conhecer melhor o candidato através de fatores como: aparência, eloqüência, proatividade, expectativas, histórico de vida pregressa, desenvolvimento profissional, confirmação das informações apresentadas no currículo, capacidade para resolução de problemas e para lidar com frustrações, características pessoais e outros. Nesta seqüência os candidatos escolhidos devem demonstrar suas habilidades relacionais convivendo em um grupo onde serão propostas atividades diversas a realizarem-se com seus concorrentes. Durante esta etapa deve haver o Facilitador, no papel de coordenador de atividades, e uma segunda pessoa tecnicamente preparada para ser o Observador. Técnicas de “Quebra-Gelos” são sugeridas para o início das atividades porque fazem com que os candidatos sintam-se mais à vontade para expressarem-se livremente. Sequencialmente será necessário escolher e submeter os candidatos a uma técnica de Apresentação Individual. Então, será apresentada a Dinâmica de Grupo com objetivo de reproduzir a realidade durante a resolução de problemas. Testes Psicológicos podem ser realizados, desde que sejam exclusivamente aplicados por Psicólogos como os únicos profissionais legalmente habilitados para tanto. Esclarecimentos sobre a empresa, cargo pretendido, o que será oferecido aos futuros empregados e demais informações devem ser apresentados de forma clara e direta. Testes de Conhecimentos Específicos devem ser aplicados. A possibilidade de uma atividade prática no exercício da função pretendida pode auxiliar os gestores em suas escolhas. Assim como, o contato com os responsáveis pela Linha de Produção e membros do Staff pode concluir a escolha definitiva do talento a ser incorporado a equipe de trabalho.

Ao finalizar o processo de recrutamento e seleção será feita a análise criteriosa dos dados recolhidos criando uma teia de informações relevantes para que a vaga seja preenchida pelo candidato mais adequado aos critérios de forma suficiente e necessária para o bom desempenho profissional. Ao final de toda esta seqüência avaliativa deve ser feita também uma auto-avaliação por parte dos gestores responsáveis por todo processo. A equipe de trabalho de recrutamento e seleção submete-se a analise de participação individual e em grupo durante todas as fases do processo como forma de compreender seus erros e sucessos, identificar dificuldades apresentadas, estabelecer mudanças futuras, aprimorar seu exercício profissional, avaliar a metodologia utilizada, identificar custos, reconhecer a necessidade de treinamento das lideranças, reconhecer a importância de profissionais habilitados durante a execução das etapas, definir novas fases e fontes, refletir sobre crenças e valores, e principalmente, os avaliar resultados obtidos e os veículos utilizados para tanto.
.
.
Crica Fonseca