Botas Salto Agulha

Botas Salto Agulha

domingo

Considerações de Lorenz Marti

Para uma vida plenamente realizada o passo deve ir além do Ego, a doação deve ser algo maior. Não preciso com isso perder a noção de mim mesmo. Mas preciso parar de olhar apenas para mim mesmo.[...] Pois enquanto eu me considerar como ponto central, deixarei de ver o verdadeiro centro. [...] O mundo não gira ao meu redor, existem dimensões que me ultrapassam.

Deveríamos sempre tentar nos lembrar que as nuvens não são o céu. As nuvens se formam e se desfazem depois. Suas formas e cores se modificam. Em sua impermanência e ausência de estabilidade elas são um reflexo da própria vida.

Quando não olho com bastante consciência, perco o espetáculo único deste céu crepuscular, que só se mostra aqui e agora. O futuro nada é além de uma efêmera fantasia. Só este momento agora é verdadeiro. Não posso liquidá-lo, mas posso me impedir de vê-lo total e plenamente.

Fico assustado com a suposição de que muita coisa na minha vida é apenas um mal necessário, com o qual lido com a mesma negliência com que lido com uma porta.

2 comentários:

mano maya kosha disse...

se disperdiça, se realiza, se desmonta, se reconstrói ... o que mais quero, nem sempre o que preciso ...

(Carlos Soares) disse...

Crica. Gostei de você falando do ego. É por aí mesmo.bom final de semana